Episódio 3 – Pseudociências

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 9.5/10 (11 votes cast)

episodio 3

Neste terceiro episódio debatemos sobre diversos temas: partindo da demarcação ciência/pseudociência, passamos pelo debate sobre a ufologia, parapsicologia, chegando até a debater, rapidamente, sobre a psicanálise.

O áudio não ficou muito bom, principalmente em certas partes… Mas acho que é possível se entender razoavelmente o que é dito.

Os participantes são:

  • Douglas Rodrigues
  • Mário César
  • Milena Almeida
  • Wilbert Viana

Com a participação mais do que especial de nosso amigo Ubirajara Rodrigues, ufólogo e pesquisador de parapsicologia, autor, junto a Carlos Reis, do livro “A Desconstrução de um Mito”, que nos deu uma verdadeira aula sobre pensamento racional e ceticismo, sem falar em suas deliciosas histórias.

Aqui vão alguns links para referência.

Nossa playlist, desta vez, não conta com músicas com licença Creative Commons. Ao contrário, desta vez são músicas de verdade. Segue a lista abaixo:

    1. UFO – Running on Empty
    2. Twisted Sister – Stay Hungry
    3. The Clash – Rock The Casbah
    4. The Beatles – Free As A Bird
    5. Steppenwolf – Born To Be Wild
    6. Skid Row – I Remember You
    7. John Lenon – Imagine
    8. Rolling Stones – Can’t Get No Satisfaction
    9. Red Hot Chilli Peppers – Give it away
    10. James Brown – I Feel Good
    11. Mr. Big – Alive And Kickin’
    12. Led Zeppelin – Trampled Under Foot
    13. Twisted Sister – Burn In Hell
    14. The Clash – Should I Stay Or Should I Go_
    15. The Beatles – Lucy In The Sky With Diamonds
    16. Skid Row – In A Darkened Room
    17. Rolling Stones – Jumpin’ Jack Flash
    18. Red Hot Chilli Peppers – Otherside
    19. Mr. Big – CDFF-Lucky This Time
    20. Led Zeppelin – Whole Lotta Love
    21. James Brown – Sex Machine
    22. Twisted Sister – I Wanna Rock
    23. The Beatles – Twist and Shout
    24. Rolling Stones – Start Me Up
    25. Red Hot Chilli Peppers – Under the bridge
    26. Mr. Big – Daddy, Brother, Lover, Little Boy (The Electric Drill S)
    27. Led Zeppelin – Your Time is Gonna Come – and – Black Mountain Side

Reparem no nome da banda da primeira música. :)

Música da parte final:

Dvorak Polka – Kevin MacLeod (incompetech.com) Licensed under Creative Commons “Attribution 3.0” http://creativecommons.org/licenses/by/3.0/

Episódio 3 - Pseudociências, 9.5 out of 10 based on 11 ratings

Pode ser que você goste destes também:

16 respostas para “Episódio 3 – Pseudociências”

  1. Pablo Neves disse:

    Outro dia um rapazote tentou me convencer que a Astrologia é real através da mecânica quântica. Desisti de discutir com ele a partir desse ponto.

    VA:F [1.9.22_1171]
    Rating: +1 (from 1 vote)
    • Mário César disse:

      Nooooooooooossa… Rapaz, juro que essa eu nunca ouvi! HAHAHA

      Mas é assim mesmo… E, se você ainda não ouviu místicos relacionarem a mecânica quântica com alguma maluquice… Aguarde, porque um dia você vai ouvir isso! HEHEHE

      Abraços!

      VN:F [1.9.22_1171]
      Rating: +2 (from 2 votes)
  2. Flávio disse:

    Mário,

    O podcast está muito bom. Parabéns, continue assim.
    Só uma dica: a música de fundo está muito alta, atrapalhando a audição.
    Realmente ela chateia o ouvido, pois em alguns trechos tem o vocal da música
    concorrendo com a fala da pessoa no podcast.

    VA:F [1.9.22_1171]
    Rating: +3 (from 3 votes)
    • Mário César disse:

      Olá, Flávio, tudo bem?

      Então, não é bem isso. É que, sempre que um assunto acaba, eu deixo 15 segundos de silêncio na conversa, onde subo o volume da música. Sacou? 😉

      É tipo um intervalo mesmo, só para o ouvinte dar uma relaxada. HEHEHE

      Mas, no resto, continua tão auto? O_o – Porque eu ouvi no rádio do carro e quase não dá pra ouvir a música…

      Abraços!

      VN:F [1.9.22_1171]
      Rating: +1 (from 1 vote)
      • Flávio disse:

        Mário,

        Não me refiro ao intervalo. Aí tudo bem. Me refiro ao momento da fala. Eu ouvi pelo fone de ouvido, e em vários trechos a música incomoda um pouco. Se ela fosse mais baixa seria ideal.
        De resto está ótimo. Abraços

        VA:F [1.9.22_1171]
        Rating: +2 (from 2 votes)
  3. Mateus disse:

    Stay Hungry, Twisted Sister. Muito a ver com a proposta deste podcast. Os famintos de conhecimento da internet tem sorte por existirem projetos bons como este em língua portuguesa.

    VA:F [1.9.22_1171]
    Rating: 0 (from 0 votes)
  4. Marcos disse:

    Quem diz que psicanálise é pseudociência não merece o mínimo de crédito, uma vez que exames de neuroimagem têm apontado a eficácia da área (Doidge, 2012). Sobre a Parapsicologia, a AAAS, que é simplesmente a MAIOR associação científica do mundo, reconhece a área como ciência legítima desde 1969. A AAAS é editora da Science.

    É tanta ignorância desse pessoal cético, que dá vontade de vomitar.

    VA:F [1.9.22_1171]
    Rating: 0 (from 0 votes)
    • Douglas disse:

      As técnicas de neuroimagem vieram da psicologia e não da psicanálise. A psicanálise simplesmente não é ciência, não é falseável, não submete suas hipóteses a prova. Características mais do que óbvias da pseudociência.

      VA:F [1.9.22_1171]
      Rating: 0 (from 0 votes)
  5. Théo Carranza disse:

    Gostei do tema, mas não consegui ouvir mais que 15 minutos, a música de fundo realmente incomoda e dificulta a compreensão. No mais, incitar a discussão é sempre uma excelente iniciativa.
    Tenho uma sugestão para um tema: Santo Daime. Não sei se foge ao escopo do podcast, mas adoraria ouvir uma discussão sobre o assunto.

    Parabéns e sucesso!

    VA:F [1.9.22_1171]
    Rating: 0 (from 0 votes)
  6. Richard Silva Flinks disse:

    Douglas Rodrigues,

    Tinha saído e terminei de ouvir o áudio agora…
    Que bom seria se por trás dos bastidores tu fosse a pessoa que discursou poeticamente no final desse podcast.
    Tu pega as coisas/”argumentos” que falou nesse podcast em alguns momentos e empurra com o mesmo grau de intensidade a todas às pessoas que faça algum comentário apontando alguma inconsistência no seus argumentos, ao ponto de manipular colocações e ficar “argumentando” a esmo como: apelo à autoridade, falácias, sic, e etc… Assim é simples né…

    Vejamos:
    Tu citar o conhecido livro do Sagan, O mundo assombrado…(por sinal um livro pertinente), para defender sua posição/visão não é apelo à autoridade… Agora, se eu NÃO afirmo que estou falando sobre provas de ETs – até porque não há provas concretas sobre, ainda mais que seja fato estarem vindo até aqui – mas que, a tempo, há dados que merecem ser melhor analisados e refletidos quanto à ‘possibilidade’ de tal e para dar ‘credibilidade’ à questão, no sentido de chamar a atenção ao caso para se abrir um debate/troca de ideias(como tu faz ao citar uma fonte para tentar credibilizar à sua posição), no meu caso é apelo à autoridade, curiosa essa subversão…

    Se falo que alguns dos melhores casos ufológicos que são corroborados por dados de radares simultâneos em que foram cruzados com o relatório de pilotos(depoimento interrogatório + áudio gravado durante a tentativa de interceptação de casos atípicos) e nisso observou-se todos os detalhes possíveis e não se confirmou nenhuma explicação correlata ao nosso conhecimento e que para tanto, a priori, tendo-se evidências que o caso incorreu em um objeto com capacidade de voo(sendo um objeto físico), para tanto, ainda que em termos de hipótese, sendo possível ser tecnologia ultra secreta militar ou de repente extraterrestres vindo até aqui, para você que é um “gênio”, isso soa como apelo à ignorância da sua contra parte né…; e isso mesmo pelo simples fato da ‘hipótese’ levantada. Poxa, “interessante” mesmo…
    Aí tu simplesmente argumenta: que dados de radares não significam nada…
    Bom, se for como prova irrefutável de que ETs estejam vindo até aqui, estou de acordo!; nem perco meu tempo para debater isso como sendo prova inquestionável, pois não é mesmo.
    Agora, quando se tem outros mais casos em que a essência dessa questão se repete e disso se cita tais em menção a possibilidade de que algo possa estar acontecendo e que deve ser refletido, pesquisado e disponibilizado fundos para tais como foi o caso do governo para com o Hynek, a questão muda de figura. Os dados de vários radares mais o cruzamento com os depoimentos dos pilotos provam NÃO que ETs estão vindo até aqui, mas provam que algo ocorreu, e alguns casos permanecem em aberto até hoje e, dentre outros mais, a FAB emitiu um relatório, após auditoria, que o caso de 86 do Brasil envolveu objetos sólidos com ‘aparente’ controle inteligente e origem desconhecida. Ou seja, o que fica mais evidente é que não foi ilusão e engodo, e sim que objetos reais estiveram envolvidos, e se daqui eu teorizar a ‘possibilidade’ de arma ultra secreta militar ou de repente inteligência extraterrestre, é apelo à ignorância mesmo não estando eu crente nisso? Poxa, “interessante” mesmo…

    Pergunto a ti cerca de quatro vezes se já leu o primeiro livro do Hynek, que por ‘coincidência’ o Ubirajara cita nesse podcast, e tu não responde nada; aliás responde que isso é apelo à autoridade da minha parte, como se eu tivesse endeusado o Hynek e seu livro, que não apenas dito sobre a credibilidade no assunto. Boa parte dos dados de casos que envolvem dados de radar em tal livro, foi retirado de radares da US Navy e principalmente USAF, que ele teve acesso enquanto foi consultor científico para pesquisa dos casos ufológicos, para que, então, ele dissesse o que poderia explicar cientificamente o que era passível de ser explicado como fenômenos conhecidos.
    Mas não isso é apelo à autoridade né… Poxa, interessante mesmo…

    Observando detalhe por detalhe do que tu escreve, não fica difícil perceber que seu “argumento” para quando alguém traga algo que esteja referenciado e te incomode, é dizer que a pessoa não entende ‘nada’ de Ciência, tipo como se tu fosse o pica das galáxias né… Aí digo que estou no meu segundo intercâmbio acadêmico na Califórnia, não para me ‘aparecer'(se não postaria de perfil uma foto com uma jaca no pescoço), apenas para dizer que as coisas não são bem assim como tu ‘afirma’. Nisso tu diz: “Grande bosta se você estuda na California, ou na puta que pariu… grande bosta se você trabalha ou não com ciência”.

    É, realmente, acho que não sou digno de um debate/troca de ideias contigo, que não é nem sobre ‘provas’ de ETs estarem vindo até aqui, mas sim de que há indícios que algo tem acontecido e para tanto ponho em questão a HIPÓTESE de naves secretas militar ou em alguns casos, por mais absurdo que possa parecer, naves de origem extraterrestre.
    Tu se diz cético, engraçado porque eu também sou, tanto que não estou convencido ainda que ‘de fato’ naves extraterrestres estejam vindo até aqui!, acho lastimável a lambança da ufologia atual em relação às suas origens, misticismo forçoso o espiritismo dentro da ufologia, entretanto meu ceticismo quando considerado vários casos que envolvem dados de radares simultâneos junto ao cruzamento com depoimento de pilotos de combate e comerciais com centenas de horas de voo, não nega a ‘possibilidade’ que de repente a hipótese extraterrestre seja possível, ao tempo de não negar ‘o fato’ disso ainda não estar categoricamente provado!
    *Como eu tinha dito e volto a frisar aqui, acho ‘interessante’ o seu trabalho de divulgação científica!, porém sua posição e certos argumentos pejorativos à ufologia, por vezes, são de alguém que parece ter avareza ao assunto; embora tu não admita isso.
    Realmente creio que tu tenha perdido muito tempo comigo mesmo, pena eu não estar aí em São Paulo para te pedir um autógrafo pessoalmente.

    Hugs.
    Richard

    VA:F [1.9.22_1171]
    Rating: 0 (from 0 votes)
    • Mário César disse:

      Richard, bom dia.

      Recomendo que você vá urgentemente ler sobre falácias na Wikipédia. Porque você sequer tem ideia do que está falando.

      Abraços!

      VN:F [1.9.22_1171]
      Rating: 0 (from 0 votes)
      • Richard Silva Flinks disse:

        Mário César,
        Ao já ter lido alguns de seus textos anteriores e vídeos, nutria um certo respeito intelectual à sua pessoa, todavia seu ‘corporativismo’ para com o desonesto que distorceu várias coisas que eu tinha exposto, muito me surpreendeu agora; tu, literalmente, caiu de paraquedas…
        Se não me engano em 2011, no site do Ceticismo aberto, tu comentou sobre sua tentativa junto ao CUB de tentar esquadrinhar a ufologia na linha pé no chão de suas ‘iniciais bases’ e, para tanto, fez analogia à moda de Hynek, que nunca averbou a existência de ETs em sua abordagem!, mas, a tempo, abordava com ‘seriedade’ dados de ‘credibilidade’ dentro da ufologia com base em ‘princípios’ acadêmicos, conduzindo o estudo de anômalos objetos e NÃO ETs, apenas isso.

        Com todo respeito;
        Quanto ao que tu ‘balbuciou…’, leia pelo menos duas vezes ‘cuidadosamente’ o que eu escrevi.
        No youtube tem vídeo-aulas sobre ‘interpretação de textos’ ser for o caso. E se ainda assim pairar alguma dúvida sobre possíveis ambiguidades…, visto estar resumida a dissertação, antes de mais nada tu tem a HONESTA opção de me indagar sobre uma melhor explanação de pontos em específico…
        Do contrário, embase sua afirmação de que eu sequer tenho ideia do que estou falando, onde tu faz fuga/uso da tática do “argumento” de que eu estou incorrendo ao apelo a falácias…; para tanto, apontando o(s) trecho(s) da minha dissertação sobre tal.
        Pois “argumento” por “argumento” eu posso dizer o mesmo…, que tu está fazendo uso de falácias e se quer sabe o que está falando e que urgentemente vá ler sobre tal na Wikipédia. – Escrever por apenas escrever é fácil…

        Quando citei sobre meu intercâmbio, que inicialmente foi na troca de mensagens entre ele e eu, conforme eu previamente comentei aqui, EM MOMENTO ALGUM FOI PARA FAZER APELO À AUTORIDADE DE MIM MESMO, mas sim devido ele estar fazendo alegações INFUNDADAS que eu estava fazendo uso de apelo à autoridade e/ou não entendia nada de como a Ciência funciona, o que é inverídico, pois deixei a ele bem claro que jamais minha intenção era provar CIENTIFICAMENTE que ETs estão vindo até aqui através de relatos e até mesmo dados de radar, que inclusive chegava a ser um insulto ele vir com contextos tentando outorgar isso à minha pessoa! Apenas expus que há indícios da possibilidade que de repente ETs possam estar vindo até aqui! – fincando essa possibilidade, obviamente, a ser provada!
        Creio que eu não preciso ficar detalhando aqui o que são evidências que defendem uma Hipótese, evidências que defendem uma Tese, evidências que defendem uma Teoria e uma verdade em todos os seus parâmetros.

        Ele, inicialmente, tentou passar a imagem de ser apenas um cético, coisa que eu sou também, mais com poucas réplicas se mostrou ser um fundamentalista em sua posição e não um cético salutar em essência disposto a verdadeiramente debater/trocar ideias feito gente grande.
        Debate ou troca de ideias com “céticos” desse naipe, é algo infrutífero, tanto quanto com crentes bitolados em ETs!!!;
        Querem colocar exatamente ‘todo mundo’ que venha falar e defender ‘alguns pontos da ufologia’ no mesmo saco que crentes bitolados em ETs, lastimável.
        Depois ainda sai feito um pombo de xadrez…
        Fraude intelectual é algo ridículo.

        Abraços.
        Richard

        VA:F [1.9.22_1171]
        Rating: 0 (from 0 votes)
        • Mário César disse:

          Cara, me desculpe se você se ofendeu com o que eu disse. Não foi minha intenção.

          Só quis te dar uma dica, para que você entenda o que é uma falácia. Aí sim, você poderá apontá-las à vontade no discurso de outros.

          Goste você ou não, o Douglas não falou qualquer falácia aí. Se tivesse dito, eu seria o primeiro a apontar e corrigi-lo. Sabe?

          Exatamente por ser amigo do Douglas eu não poderia deixá-lo falar besteira. Se eu não corrijo, ele pernanece no erro.

          Abraços!

          VN:F [1.9.22_1171]
          Rating: 0 (from 0 votes)
          • Richard Silva Flinks disse:

            “Só quis te dar uma dica, para que você entenda o que é uma falácia. Aí sim, você poderá apontá-las à vontade no discurso de outros.”

            R: Poxa, isso só demonstra o quão de paraquedas tu entrou mesmo.
            Primeiro que eu não me referi a ele necessariamente com a argumento de falácias, como ele forçosamente fez a mim e parece que tu está indo no mesmo barco…, e sim incoerências em alguns dos argumentos dele, e incoerência não é necessariamente uma falácia.
            Segundo, ele mesmo comentou que um dos textos dele, que está em sua página inicial do face, está um lixo; eu tenho toda as mensagens aqui.

            Tu diz que falaria a ele e etc, mas não parece ser o caso, visto que tu faz uso da frase de “efeito” que diria a ele e blá blá blá, como que averbando que está tudo certo e redondo então, e eu estaria literalmente incorrendo a falácias, mas enfim, vou deixar pra lá…;
            Vejo que isso não vai evoluir a nada que não ficar trocando figurinhas, então poupemos nossos tempos…

            Até qualquer hora,
            Abraço.
            Richard

            VA:F [1.9.22_1171]
            Rating: 0 (from 0 votes)
  7. […] (Leia mais em [16], [17], [18], [19], [20], [21], [22], [23] e [24]). […]

  8. […] (Leia mais em [16], [17], [18], [19], [20], [21], [22], [23] e [24]). […]

  9. […] e do Centro de Ufologia Brasileiro juntamente com o meu amigo e famoso pesquisador do caso Varginha Ubirajara Rodrigues), mas eu perdi totalmente a minha esperança em continuar na área depois de ver tantas fraudes e […]

Deixe uma resposta

Notifique-me de novos comentários via e-mail. Você também pode se inscrever sem comentar.

Categorias